Noticias Sapphira by Marisa

Telangiectasias
Os derrames têm o nome científico de telangiectasias e, no fundo, tratam-se de pequenos vasos capilares que surgem na pele, tipicamente nas zonas dos tornozelos, das coxas ou até mesmo dos tornozelos. Caso não sejam tratados, estes derrames dilatam e provocam a estagnação do sangue. A fase seguinte é evoluírem para varizes, se não forem tratados a tempo. Se, ainda assim, o problema não for tratado, o sangue que entretanto estagnou pode dar origem a flebites ou a outras patologias, como tromboses venosas, impedindo a oxigenação dos tecidos e a passagem do sangue.
Quanto mais for adiado o tratamento, maior será o sofrimento e mais demorada a recuperação do doente
O estado seguinte é o surgimento de eczemas, o que origina comichão. Depois, evolui normalmente para a úlcera da perna, que vai incapacitar os pacientes e pode demorar mais de dois anos a cicatrizar. Este estágio já provoca um sofrimento significativo e um nível de dor bastante considerável. E isso é algo perfeitamente evitável. Basta que se queira tratar em temo útil. É por isso que tratar os derrames é imprescindível. Os derrames e as varizes são daquele tipo de patologias que, quanto mais avançam, maior incapacidade provocam. No limite, os pacientes deixam de querer conviver social e familiarmente. Há muitos casos registados de pacientes que, inclusivamente, chegam a deixar o emprego e até a pedir reformas antecipadas por invalidez.
Possiveis tratamentos: laser, mesoterapia injectavel e virtual, crioterapia…